Você conhece o festival só para mulheres que acontecerá em 2018 na Suécia?

STATEMENT

O assédio sexual é um assunto que vem sendo cada vez mais discutido e essa discussão não pode parar até que entendam a magnitude, seriedade e a forma que afeta as mulheres do mundo inteiro.

O festival Bråvalla, um dos maiores da Suécia, é um festival que aconteceu anualmente, porém a edição de 2018 foi cancelada e não se sabe ao certo se alguma outra edição acontecerá novamente. O motivo? Crimes sexuais.

Na última edição do evento ocorreram 4 estupros e mais de 20 agressões sexuais, devido ao número absurdo de crimes sexuais foi tomada a decisão de acabar com a próxima edição do festival. E não é a primeira vez que crimes sexuais são relatados, na edição passada pelo menos cinco denúncias de estupro foram registradas pela polícia. Naquela edição a banda Mumford & Sons declarou que não se apresentaria no festival até ser um local seguro para as mulheres, porém não foi isso que aconteceu, a taxa de crimes apenas aumentou.

A organização do festival tomou uma atitude que deveria servir de exemplo.

“Alguns homens aparentemente não sabem se comportar. É uma vergonha. Nós tomamos a decisão de cancelar o Bråvalla 2018.”

Mas as coisas não acabam assim não. Emma Knyckare, comediante sueca, disso nas redes sociais: “O que acham de montar um festival legal, onde apenas não-homens são bem-vindos, e acontecerá até que os homens tenham aprendido a se comportar?”. A ideia de Emma viralizou e, através do crowdfunding, foram arrecadadas cerca de 47 mil libras para o evento, o suficiente para receber 10 mil mulheres, cis, trans e não binárias. As cantoras suecas Tove Lo e Zara Larsson mostraram apoio ao festival e são esperadas para shows.

A ideia de um ambiente seguro para mulheres não é novidade. Na edição passada do festival Glastonbury, na Inglaterra, havia um espaço exclusivamente feminino chamado The sisterhood, ou em português, A irmandade.

Outro festival que fez campanha contra abusos sexuais foi o Reeding Festival. Em 2016 foram registrados dois casos de estupros no Reeding, após isso mais de 25 sites de festivais do Reino Unido fizeram campanha de tolerância zero. Na campanha a Associação dos Festivais Independentes lembrou que existe suportes disponíveis nos festivais para as vítimas.

Os números são assustadores, os festivais atraem um número imenso de frequentadores e os predadores sexuais não sentem medo de atacar em público. Fazer um festival apenas para mulheres mostra como cada vez mais nos sentimos assustadas. Isto levantou a questão sobre ser certo ou errado essa segregação, mas quando 20 casos de crimes sexuais são registrados em um festival de 4 dias (sem falar nas mulheres que não fizeram denúncias), é mais do que compreensível a necessidade de criar esse espaço seguro.

O festival acontecerá no verão de 2018, e o nome resume bem a intenção, Statement Festival.

Thayssa Bittner, 23 anos, formanda em Tradução e Interpretação e viciada no mundo pop. É uma das idealizadoras do projeto Ladies' Room.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.