Selena Gomez é homenageada e fala sobre a gravidade do lúpus

Selena Gomez se apresentou pela primeira vez, desde seu transplante de rim, no American Music Awards no domingo (19), logo após a premiação a cantora viajou para Nova York, onde foi homenageada e discursou no baile de gala Lupus Research Alliance, evento criado para angariar fundos para pesquisas da doença de Lúpus.

Selena compartilhou detalhes de seu transplante de rim, a doadora foi sua amiga de longa data Francia Raisa.

“Estou honrada por estar aqui com todos esta noite. Como muitos de vocês sabem, fui diagnosticada com lúpus há cerca de cinco ou seis anos. Eu tenho falado sobre minha situação para aumentar a conscientização sobre a doença. Após fazer diversos exames para monitorar meus rins, meus médicos… disseram que eu precisaria fazer um transplante de rim. Talvez eu não soubesse muito bem o que significava, então chegou a um ponto em que era vida ou morte”, disse Selena. “Felizmente, uma das minhas melhores amigas me deu seu rim e foi o melhor presente da vida.”

Selena tem laços fortes com a organização, que levanta fundos para tratamentos para lúpus enquanto trabalham para uma cura. Em 2016, ela doou parte dos lucros da Revival Tour para a organização, e encorajou seus fãs a doarem em uma postagem no instagram onde revelou que precisou do transplante.

Lúpus ainda não tem cura, é uma doença inflamatória crônica de origem autoimune, causada quando o sistema imunológico ataca seus próprios tecidos, células e órgãos, possivelmente atacando tudo, do coração e pulmão até – no caso de Selena – os rins. De acordo com a organização a estimativa é de que 16.000 americanos (principalmente mulheres) desenvolvem Lúpus todo ano. Pesquisas também apontam que a prevalência varia de 1 a cada 2 mil pessoas e 1 a cada 10 mil, não há estudos epidemiológicos feitos no Brasil, mas pesquisadores acreditam que a estimativa seja a mesma de outros países.

“Nem todos tem a sorte de ter um doador e algo tão monumental como um transplante de órgão não deveria ser a melhor opção de tratamento disponível”, disse Selena. “Eu estou apoiando o Lupus Research Alliance porque eles estão obtendo resultados, e é isso que dá esperança às pessoas.”

Selena continuou: “ Eu gostaria de ver um dias a jovens mulheres realizando seus sonhos de uma vida sem lúpus. Por isso estou comprometida com o Lupus Research Alliance. Para que nenhum de nós estejamos sozinhos, principalmente as mulheres com quem cresci e ouvi muitas histórias. Eu só quero agradecer e espero que possamos fazer algo para todos os jovens que precisam saber o que isso significa.”

 

Thayssa Bittner, 23 anos, formanda em Tradução e Interpretação e viciada no mundo pop. É uma das idealizadoras do projeto Ladies' Room.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.